Home > Glossário > Offshore

O que é um Offshore?

A energia eólica offshore é aquela que se produz através dos parques de turbinas eólicas que são instaladas no mar. Estas infraestruturas transformam a energia eólica em energia elétrica de uma forma limpa.

Onshore VS Offshore

No âmbito da energia eólica, identificam-se dois tipos de modelos de acordo com o local e a forma como a eletricidade é gerada. Assim, quando falamos do modelo de produção eólica em terra, denomina-se “Onshore” e quando no referimos à instalação de turbinas eólicas em superfícies marinhas, o modelo é “Offshore”.

Estes dois sistemas de produção de energia eólica têm muitas semelhanças, mas também algumas diferenças. Enquanto o modelo onshore está muito mais estabelecido no mercado, as turbinas offshore têm uma maior potência e, portanto, maior capacidade de gerar energia. Isto deve-se ao tamanho da própria turbina, que é maior no mar, ao terreno, ao transporte e mesmo às limitações dos parques eólicos em terra, que têm de evitar um impacto visual ou acústico excessivo.

Por outro lado, a velocidade do vento em alto mar é muito maior, já que não existe nenhuma barreira que limite a sua força, o que permite gerar uma potência muito superior à produzida por uma turbina eólica na terra.

Em contrapartida, colocar em marcha a instalação de um offshore tem custos muito superiores do que instalar num parque eólico onshore.

Como funcionam as turbinas eólicas Offshore?

Um parque eólico offshore marinho funciona através de turbinas eólicas protegidas contra a corrosão, que transformam a força do vento em energia elétrica. Para isso, utilizam a força cinética gerada pelas suas pás do rotor, transportado através de uns cabos enterrados no fundo do mar.

Vejamos passo a passo como funciona um parque eólico offshore:

  1. As pás, fixadas à turbina por meio de um cubo, fazem girar o denominado “eixo lento” a uma velocidade de sete a doze voltas por minuto.
  2. Uma multiplicadora eleva a velocidade e transferir o “eixo rápido” chegando a mais de 1.500 rotações por minuto, transmitindo essa velocidade à turbina eólica.
  3. A turbina eólica converte a energia cinética que chega até ela em eletricidade, conduzida através da torre.
  4. Um conversor transforma a corrente contínua em corrente alternada e um transformador aumenta a tensão para poder ser transportada pelo parque eólico até à subestação.
  5. Na subestação, a eletricidade é transformada em corrente de alta voltagem, sendo transportada através da rede de distribuição para os centros de consumo.

Uma instalação eólica offshore aproveita assim as correntes de ar do alto mar para produzir eletricidade de forma limpa e eficiente. Quer saber que outras formas de energia sustentável existem? Dê uma vista de olhos aos nossos últimos artigos. 

A escolha certa, a escolha inteligente

Quer poupar nas suas contas de electricidade e gás? Escolher bem agora tem um nome: Eligenio