Eletrodomésticos que consomem mais energia numa casa

Quer saber quais são os eletrodomésticos que consomem mais energia em sua casa? Aqui fornecemos-lhe toda a informação necessária.
Home > Blog > Eletrodomésticos que consomem mais energia numa casa

Que aparelhos consomem mais energia numa casa?

Hoje em dia, estamos todos interessados em poupar o máximo possível na nossa conta de luz. O aumento dos preços da eletricidade fez-nos querer descobrir quais são os aparelhos eletrónicos no nosso uso quotidiano que consomem mais energia ao longo do dia, a fim de descobrir uma forma simples de fazer um menor e melhor uso deles.

Em geral, juntamente com o sistema de aquecimento, os eletrodomésticos representam o maior consumo de energia numa casa, pelo que é necessário saber antecipadamente qual é o consumo destes aparelhos, não só para poupar na sua conta de luz, mas também para fazer melhor uso deles e reduzir a sua pegada de carbono.

De seguida, vamos explicar em detalhes quanto consome cada um dos eletrodomésticos mais utilizados diariamente em casa e quais são os seus respetivos consumos médio, para saber como tornar a sua utilização mais eficiente no dia a dia.

1.Frigorífico

O frigorífico é o aparelho que consome mais energia, pois é um aparelho que precisa de estar ligado 24 horas por dia praticamente durante todo o ano.

Devido ao seu uso prolongado, o frigorífico consome até 17% da energia total de uma casa, pelo que se poderia dizer que este aparelho consome cerca de 662 kWh por ano (mais ou menos 1.000 kWh se incluirnos o congelador.

2. Máquina de lavar roupa

Outro eletrodoméstico que consome muita energia em casa é a máquina de lavar roupa. Tal como o frigorífico, é um eletrodoméstico essencial no uso quotidiano, pois lavar a roupa é uma atividade frequente no dia a dia.

E embora a máquina de lavar roupa, em termos relativos, consuma muito mais do que um frigorífico, tem a vantagem de o seu uso ser muito mais restrito do que o do frigorífico, pois não utilizamos a máquina de lavar roupa durante todo o dia (atingindo 255 kWh por ano).

3. Secador de roupa

Cada vez mais consumidores têm um secador de roupa em casa, já que este aparelho torna muito mais fácil secar a roupa, especialmente nos meses mais húmidos e frios. Este aparelho pode consumir até quatro vezes mais energia do que uma máquina de lavar, com um custo entre 4.000 e 5.000 kWh por ano.

No entanto, o seu uso é basicamente restrito aos meses de inverno e a raras ocasiões, o que o coloca atrás do frigorífico ou da máquina de lavar roupa apesar do seu elevado consumo de energia.

4.Televisão

A televisão é um dos aparelhos mais utilizados nos lares portugueses e, em alguns casos, está quase sempre em uso, embora a maior parte das vezes nem sequer lhe prestemos atenção.

Este mau hábito significa que a televisão consome até 100 kWh de energia. Embora este consumo não seja muito elevado (apenas 10%), estar mais consciente dos nossos hábitos de consumo é também uma boa forma de poupar na sua conta de eletricidade a longo prazo.

5. Aquecedor elétrico de água

O aquecedor elétrico de água é um dos aparelhos elétricos utilizados para fornecer água quente ao lar e o seu consumo energético varia entre 400 e 3000 kWh por ano.

Estes aquecedores precisam de consumir energia para manter a água quente. Normalmente, um aquecedor elétrico de água consome cerca de 1-2 kWh por hora quando está inativo.

6. Forno

Embora hoje em dia existam aparelhos que desempenham uma função semelhante, o forno é ainda um aparelho essencial na cozinha, representando 9% do consumo doméstico de energia. Embora o seu consumo não seja excessivo, se gosta muito de cozinhar e utiliza este aparelho com frequência, poderia representar uma despesa significativa na sua conta de eletricidade.

7. Vitrocerâmica

Acredite ou não, a vitrocerâmica é um dos eletrodomésticos de uso quotidiano que mais consome, juntamente com o frigorífico, atingindo quase 2.200 kWh. 

Uma boa alternativa para reduzir o consumo ao cozinhar é ter uma placa de indução, pois isto significa uma poupança de energia de até 40% em comparação com as vitrocerâmicas convencionais.

8. Outros aparelhos elétricos

Na cozinha, máquinas de lavar loiça, microondas ou até mesmo torradeiras são outros eletrodomésticos que, apesar da sua baixa potência, podem representar 27% do consumo doméstico total de energia.

Fora da cozinha, ar condicionado, aparelhos de limpeza tais como aspiradores e computadores também consomem energia se não forem utilizados adequadamente.

Recomendações para um menor consumo de eletricidade

Os aparelhos eletrónicos consomem mais de 44% da energia utilizada em casa. Embora seja verdade que o consumo de energia dos aparelhos elétricos depende de diferentes fatores, tais como o tamanho do aparelho, o tempo que é utilizado ou a sua classe energética, há uma série de recomendações que o ajudarão a poupar na sua conta de eletricidade.

Escolha com o génio da poupança

O Eligenio é o comparador de que necessita para poupar na sua conta de eletricidade. Deixe-nos acender a sua lâmpada!

A primeira recomendação é adquirir eletrodomésticos com uma classificação energética mais eficiente que contenham uma opção de potência ajustável, tais como frigoríficos, ou que tenham programas ECO no caso de máquinas de lavar ou secadores de roupa. Isto irá ajudar-nos a controlar a quantidade de energia consumida pelos aparelhos eletrónicos ou eletrodomésticos e irá, sem dúvida, permitir-nos poupar dinheiro a longo prazo.

Para além de adquirir uma máquina de lavar com opção ECO, outra recomendação para reduzir o consumo deste aparelho é a de lavar com água fria. Cerca de 70% do consumo de energia deve-se ao aquecimento da água, pelo que é aconselhável lavar a uma temperatura baixa se quiser poupar energia. Quanto a outro eletrodoméstico, como o forno, pode fazer melhor uso da energia se desligá-loe utilizar o calor residual para terminar de cozinhar os alimentos.

A segunda recomendação, também muito útil para o dia a dia, é desligar completamente os aparelhos elétricos se não vamos utilizá-los durante muito tempo, ou se não vamos precisar usá-los mais durante o dia. Um exemplo é a A segunda recomendação, também muito útil para o dia a dia, é desligar completamente os aparelhos elétricos se não vamos utilizá-los durante muito tempo, ou se não vamos ter de os usar mais vezes durante o dia. Um exemplo é a televisão. Deixar a televisão em stand by faz com que continue a consumir, enquanto que ao desligá-la completamente, irá reduzir drasticamente o seu consumo.