O que é hidrogénio verde e como é obtido?

O hidrogénio verde é um combustível feito de água que pode ser utilizado para alimentar automóveis, autocarros, comboios e outros veículos.
Home > Blog > O que é hidrogénio verde e como é obtido?

É considerado um combustível “verde” porque não emite poluentes nocivos quando é queimado.

Continue a ler para saber mais.

O que é o hidrogénio verde?

O hidrogénio verde é um combustível feito de água que pode ser utilizado para alimentar automóveis, autocarros, comboios e outros veículos. É considerado um combustível “verde” porque não emite poluentes nocivos quando é queimado.

É obtido por elerólise da água, que envolve o uso de fontes de energia renováveis, como a energia solar e eólica, para criar uma corrente que separa os átomos de hidrogénio e oxigénio da água.

O hidrogénio verde e o azul são dois tipos diferentes de hidrogénio. O hidrogénio azul é obtido através de um processo químico chamado craqueamento por metano, que utiliza o calor para decompor o gás natural em hidrogénio e monóxido de carbono. Esta reação tem lugar numa atmosfera controlada para o tornar num processo seguro.

Portugal está entre os países que desenvolvem a tecnologia do hidrogénio verde. A empresa portuguesa já tem 36 projetos de hidrogénio verde em curso, incluindo 16 a serem desenvolvidos no país.

Fundada em 2018, a Fusion Fuel está prestes a construir uma fábrica de 14 mil metros quadrados em Benavente, fortalecendo e expandindo a capacidade operacional para a produção de hidrogénio verde no território. Os trabalhos que tem para Portugal implicam uma capacidade elétrica de 566 MW. Existem 16 projetos, seis dos quais já se encontram em fase de licenciamento.

Em total, devem ocupar 1.105 hectares e usar mais de 24.000 unidades de produção fabricadas pela Fusion Fuel, o modelo “Hevo Solar” (que combina a tecnologia fotovoltaica de concentração com pequenos eletrolisadores para a produção de hidrogénio verde).

Eligenio: Poupe escolhendo

Pague menos pelo seu consumo de energia, fazendo a escolha certa. Poupe tempo com o nosso comparador!

Hidrogénio verde: como é produzido?

O hidrogénio verde é produzido por eletrólise da água. Isto envolve o uso de fontes de energia renováveis, tais como energia solar e eólica, para criar uma corrente que separa os átomos de hidrogénio e oxigénio da água. O hidrogénio é recolhido e utilizado como combustível.

Neste processo, uma corrente elétrica é passada através da água. Isto divide as moléculas de água em átomos de hidrogénio e oxigénio. O hidrogénio pode então ser recolhido como um gás para ser utilizado como combustível.

O gás resultante é recolhido em cilindros a alta pressão. Devido ao seu pequeno tamanho, o hidrogénio pode ser utilizado em muitos veículos e contentores existentes. Este método de produção de hidrogénio a partir de fontes renováveis é conhecido como tecnologia “power-to-gas”.

Aplicações de hidrogénio verde

O hidrogénio verde tem várias aplicações potenciais, incluindo a alimentação dos carros. No ano passado foi lançado um autocarro de ensaio a hidrogénio em Perth, Austrália, mas esta não é a primeira vez que um veículo deste tipo é testado.

A Toyota anunciou recentemente que vai começar a produzir em massa carros movidos a células de combustível de hidrogénio. O hidrogénio verde tem também outras aplicações no setor dos transportes.

Pode ser utilizado para alimentar células de combustível, que convertem a energia química do hidrogénio em energia elétrica. Isto pode ser utilizado para alimentar carros, autocarros e outros veículos.

O hidrogénio verde também pode ser utilizado para produzir amoníaco, que é um ingrediente chave na produção de fertilizantes, ou para gerar combustível metanol, que é gasolina processada a partir de gás natural ou biogás.

Esta energia tem muitas outras potenciais aplicações. Pode ser utilizada para gerar eletricidade, e para aquecer casas e empresas. Também pode ser utilizada para fins industriais, tais como a produção química e outros processos.

Hidrogénio verde: vantagens e desvantagens

O hidrogénio verde é uma fonte de combustível promissora, mas há algumas desvantagens a serem levadas em conta. Uma das desvantagens é o custo da geração de hidrogénio verde. Este processo requer o uso de fontes de energia renováveis, o que pode ser caro.

Outra desvantagem é que o hidrogénio verde ainda não está amplamente disponível. A tecnologia ainda está no seu início, pelo que pode demorar algum tempo até que a sua utilização se generalize.

No entanto, o uso do hidrogénio verde tem também uma série de vantagens. Por exemplo, não contém carbono e, portanto, não produz poluição atmosférica.

O hidrogénio verde também pode substituir o petróleo, o carvão e o gás natural na produção de eletricidade sem emissão de CO. Isto torna-o numa grande fonte de combustível.

Outras vantagens do hidrogénio verde sobre outras formas de energia são

  • Não produz poluentes nocivos quando é queimado.
  • Pode ser utilizado para alimentar carros, autocarros, comboios e outros veículos.
  • É mais barato do que converter o hidrogénio numa célula de combustível.

Qual é o impacto do hidrogénio verde sobre o ambiente?

O hidrogénio verde é um combustível limpo porque não emite poluentes nocivos quando é queimado. Tem várias aplicações potenciais na economia, desde a alimentação de carros até ao aquecimento de edifícios. Também pode ser utilizado para gerar eletricidade ou como produto químico.

O hidrogénio verde é um combustível renovável que tem um impacto mínimo no ambiente. É produzido por eletrólise, que é um processo muito eficiente e liberta gases nocivos.

É uma parte importante da transição para uma economia sustentável e pode ajudar a reduzir as libertaçoes de gases com efeito de estufa. É um dos recursos mais abundantes do mundo e pode ser produzido a partir de diversas fontes de energia, como o sol ou o vento.

O hidrogénio verde pode ser utilizado para gerar eletricidade, mas também pode ser utilizado diretamente em células de combustível. Neste caso, tem uma enorme pureza que torna fácil o seu armazenamento.

Contudo, tal como outras formas de produção de energia, não será completamente amigável com o ambiente.

Existe a preocupação de que a sua produção possa causar danos ao ambiente. Por exemplo, o fornecimento de grandes quantidades de água à célula de eletrólise poderia causar uma queda de pressão que levaria ao aumento dos níveis de sal nas zonas costeiras ou outras vias navegáveis interiores.