Qual é a diferença entre uma caldeira e um esquentador?

Distinguir entre uma caldeira e um esquentador é a chave para escolher o sistema de produção de água mais adequado para a sua casa.
Home > Blog > Qual é a diferença entre uma caldeira e um esquentador?

Distinguir entre uma caldeira e um esquentador é a chave para escolher o sistema de produção de água mais adequado para a sua casa.

Diferenças entre caldeiras e esquentadores de água

Embora estes dois dispositivos tenham muitas características em comum, têm também certas características que os distinguem.

Instalação

A primeira diferença entre uma caldeira e um aquecedor pode ser encontrada na sua instalação. Se uma caldeira é a opção que considera para a sua casa, deve primeiro determinar o número de radiadores que farão parte dela. Isto é frequentemente feito por um profissional após calcular as dimensões e o número de divisões, a temperatura média do espaço e a área de superfície total.

Além disso, durante a instalação da caldeira, devem ser cumpridos determinados requisitos de segurança, tais como a verificação do estado das tubagens, a localização de uma saída de chaminé e a instalação de detetores de gás adequados para alertar no caso de uma fuga. Também, dependendo do tamanho da caldeira, é recomendável a instalação na cave ou no sótão.

Por outro lado, um aquecedor a gás—independentemente de ser gás natural, butano ou propano— deve ter um sistema de evacuação estanque e tubos para a extração e expulsão de gases para o exterior. Caso contrário, a instalação não pode ser realizada. Além disso, deve estar situado num espaço com ventilação e dimensões adequadas.

Radiadores e água quente

Uma diferença clara entre uma caldeira e um aquecedor de água é a função desempenhada por cada um. Os primeiros têm apenas um limite de produção de litros por minuto, dependendo do modelo, e fornecem água quente numa base constante.

Por outro lado, as caldeiras, para além de cumprirem esta função, fornecem o sistema de aquecimento doméstico. São classificados conforme as suas capacidades:

  • Mista instantânea: é a mais comum nos lares e produz água quente conforme necessário, ou seja, os queimadores da caldeira só se ligam quando a torneira de água quente é aberta.
  • Mista com acumulador: O desempenho é semelhante ao da caldeira mista instantânea. A vantagem desta caldeira é a sua capacidade de produzir água quente no momento em que se esgota, graças ao tanque de armazenamento.
  • Caldeira “única função”: apenas fornece calor para a casa. Para poderem produzir água quente por si próprios, deve ser instalado um tanque de armazenamento externo.

Manutenção

Dependendo do tipo de combustível utilizado pelo aquecedor ou caldeira, a manutenção estará nas mãos do utilizador, do instalador de gás ou da empresa de distribuição. De facto, se for uma instalação de gás—como no caso dos aquecedores—a empresa de distribuição deve contactar os proprietários e efetuar uma inspeção periódica, com lugar a cada 5 anos, em instalações de gás executadas há mais de 10 anos e que não tenham sido objeto de remodelação. Decorrente da realização das inspeções, a entidade inspetora emitirá uma declaração de inspeção, conforme previsto na legislação aplicável (Decreto-Lei 97/2017).

Por outro lado, se for uma caldeira a gás, é o utilizador responsável pela sua revisão anual, recorrendo para tal a entidades credenciadas pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Em qualquer caso, tanto a revisão como a inspeção têm o mesmo objetivo: assegurar que os requisitos técnicos de segurança, eficiência energética e higiene sejam cumpridos.

Utilização de combustível

Finalmente, outra diferença entre uma caldeira e um aquecedor é como cada um destes sistemas utiliza o combustível.

Por um lado, as caldeiras a gás natural— as mais populares—utilizam tecnologia de condensação, ou seja, recorrem ao calor dos gases de combustão. Desta forma, oferecem uma elevada eficiência. Requerem, no entanto, a instalação correspondente para aceder ao gás natural.

Já os aquecedores aumentam a temperatura da água através de um circuito de combustão a gás, exceto para aqueles com um sistema elétrico.

A ideia mais genial: poupar com Eligenio

Sabia que o nosso comparador o ajuda a poupar na sua conta? É bom poder escolher!

Como as caldeiras e aquecedores de água aquecem a água?

A maioria das caldeiras utiliza um sistema de circuito fechado para aquecer casas, ou seja, reutilizam a água dentro de casa. Quando esta água é aquecida por combustão, é transformada em vapor e distribuída por toda a casa, aquecendo o chão e as paredes. Quando o vapor arrefece, transforma-se novamente num líquido e regressa à caldeira.

O funcionamento dos aquecedores de água varia em função dos elementos que contêm. Em geral, quando contém um tanque, o aparelho recolhe água fria e aquece-a indiretamente por varas elétricas ou de um queimador a gás. Quando o líquido atinge a temperatura certa, é armazenado até ser necessário.

Por outro lado, se o aparelho estiver sem tanque, aquece a água instantaneamente e entrega-a a pedido.

É melhor instalar uma caldeira, um esquentador ou um esquentador elétrico?

Após ter visto a diferença entre uma caldeira e um esquentador, a escolha do sistema mais adequado para a sua casa torna-se mais fácil. Terá de considerar se, para além de água quente, também quer ter aquecimento. No entanto, a resposta não é absoluta, pelo que avaliar cada situação independentemente é a melhor decisão.

Outra opção é considerar um esquentador elétrico de água como um sistema alternativo para a sua casa. No entanto, estas normalmente levam de uma a três horas para aquecer a água, por isso, é uma boa ideia se não tiver uma instalação de gás ou se tiver uma segunda casa que utilize ocasionalmente.

No inverno, a água quente e o aquecimento são essenciais. Por esta razão, conhecer as diferenças entre uma caldeira e um esquentador ajudá-lo-á a escolher a alternativa mais apropriada para a sua situação particular.