Home > Blog > Quanto consome um forno elétrico

Quanto consome um forno elétrico

Saber quanto é que um forno consome é essencial para otimizar a sua utilização e evitar grandes sobretaxas na sua conta.

Classificação energética dos fornos elétricos

A classificação energética é um indicador concebido para identificar e agrupar aparelhos elétricos segundo a sua eficiência energética. Por outras palavras, permite saber de forma prática e intuitiva qual o aparelho que consome menos energia durante o funcionamento.

Esta informação deve ser indicada sob a forma de etiquetas em todos os aparelhos domésticos comumente utilizados, para que o consumidor possa ter uma ideia do custo associado no momento da compra.

No caso dos fornos elétricos, a classificação mais comumente utilizada estabelece sete níveis de eficiência expressos em letras e cores. Cada um deles representa uma percentagem em relação ao consumo dos fornos menos eficientes, que representam 100%. Por conseguinte, temos:

  • A +++ (verde-escuro): indica a maior eficiência energética. Os fornos pertencentes a esta classe requerem o mínimo de energia para funcionar e o seu consumo é de 25%.
  • A + + (verde): o consumo de energia é inferior a 30%.
  • A+ (verde mais claro): o consumo de energia situa-se entre 30% e 40%.
  • A (amarelo): indica fornos com consumo médio de energia entre 40% e 55%.
  • B (laranja): o consumo situa-se entre 55% e 75%.
  • C (laranja-escuro): representa fornos com baixa eficiência energética com um consumo entre 75% e 90%.
  • D (vermelho): Estes são os fornos que requerem mais energia durante o funcionamento, portanto os menos eficientes. O seu consumo energético situa-se entre 90% e 100% da referência.

Vale a pena notar que a partir de março de 2021 entrou em vigor uma nova classificação de eficiência energética para aparelhos domésticos. Mantém os sete níveis e a gama de cores, mas varia desde a eficiência mais alta “A” até à mais baixa “G”, não incluindo as categorias mais. No entanto, a maioria dos fornos ainda está conforme o antigo, embora se espere que acabem por ser alinhados com a nova escala.

Ficha técnica do forno elétrico

Para determinar quanto consome um forno elétrico, devem ser tidas em conta certas características, que variam segundo o modelo e o fabricante. Estas variáveis são apresentadas na ficha de dados técnicos do equipamento e incluem o seguinte

Modos de aquecimento

Geralmente, os diferentes modelos de fornos elétricos disponíveis no mercado oferecem dois tipos de mecanismos de aquecimento por cavidades:

  • Convencional: o equipamento tem uma resistência na parte superior e uma resistência na parte inferior para aquecer o ar, e utiliza convecção natural para fazer circular o ar. Aqui o movimento do fluido ocorre por causas naturais tais como o efeito da gravitação e não são utilizados agentes externos.
  • Circulação forçada: neste método, o ar quente circula no interior do forno com a ajuda de uma ventoinha que distribui o calor uniformemente. Como requer o funcionamento de um agente adicional, envolve um consumo mais elevado do que os convencionais.

Método de cozedura

Outro parâmetro que influencia o consumo de eletricidade de um forno é o tipo de cozedura escolhido. Cada opção envolve níveis de temperatura e tempos de cozedura com um impacto particular no consumo. As alternativas mais frequentes são:

  • Calor superior-inferior.
  • Ar quente.
  • Pré-aquecimento rápido.
  • Gratinado.
  • Cozedura lenta.
  • Cozedura a vapor.
  • Cozedura do pão.
  • Função pizza.
  • Descongelação.
  • Turbo.

Temperatura

Este é um dos fatores que requer mais atenção, pois quanto mais alta for a temperatura, maior será o consumo de eletricidade.

Geralmente, a ficha de dados técnicos indica a temperatura máxima que o equipamento consegue atingir. No entanto, é aconselhável cozer a níveis abaixo deste valor e utilizar os diferentes métodos de cozedura para otimizar as despesas.

Volume

Quanto ao volume, quanto maior for a capacidade interna do forno, maior será o espaço a ser aquecido e, portanto, os custos energéticos associados aumentarão. No entanto, também se deve ter em conta que um forno de grande capacidade permite que mais alimentos sejam cozinhados no mesmo ciclo, o que é favorável para famílias com muitos hóspedes.

Consumo de energía por ciclo convencional

Este parâmetro, geralmente disponível no rótulo energético, informa a quantidade de energia que o equipamento consome durante um ciclo de funcionamento normal. A informação é dada em kilowatt-hora por ciclo (kWh/ciclo), tanto para o modo de convecção natural como para o modo de convecção forçada, se aplicável.

Quanto consome um forno elétrico: por graus

Determinar um valor de consumo conforme os graus definidos durante a cozedura é uma tarefa complexa, uma vez que o gasto energético também envolve outras variáveis. No entanto, é possível ter alguns valores de referência que lhe permitem estimar aproximadamente quanto custa cozer as suas receitas a uma determinada temperatura.

Temperatura ºCConsumo kWh
Consumo do forno a 180 graus0,85 kWh
Consumo do forno entre 190 e 210 graus0,90 kWh
Consumo do forno a mais de 210 graus0,95 kWh
PotênciaConsumo kWh
Consumo do forno de 950w0,95 kWh
Consumo do forno de 1000w1 kWh
Consumo do forno de 1200w1,20 kWh
Consumo do forno de 1500w1,50 kWh

Dicas sobre como poupar no consumo do forno

  1. Aproveite ao máximo o espaço: os fornos domésticos são concebidos para aproveitar ao máximo as suas dimensões, utilizando ranhuras a diferentes níveis que lhe dão a oportunidade de trocar e inserir mais do que uma bandeja.
  2. Evite abrir a porta: uma das dicas mais simples, mas eficazes é simplesmente não abrir a porta do forno demasiado larga. Esta ação causa perda de calor, resultando em maiores necessidades energéticas para restaurar uma temperatura ótima.
  3. Aproveite ao máximo o calor acumulado: é aconselhável desligar o aparelho cerca de 10 minutos antes do fim da cozedura, pois mesmo depois disso o calor residual termina de cozinhar os pratos.
  4. Certifique-se de que está em ótimas condições: a manutenção é fundamental para prolongar a sua vida útil. Ocasionalmente é aconselhável verificar se a porta se fecha corretamente ou se o estado do termóstato e da ventoinha são adequados, pois se algo correr mal pode desperdiçar mais energia do que a necessária.
  5. Escolha o recipiente certo: materiais como cerâmica, vidro, argila, silicone ou alguns metais retêm melhor o calor e demoram menos tempo a aquecer.

Saber quanto consome um forno elétrico ajudá-lo-á a fazer um uso mais eficiente deste aparelho na sua cozinha. Além disso, se tiver em consideração todas as suas funções e características especiais, poderá tirar ainda mais proveito disso e fazer poupanças consideráveis na sua conta de eletricidade.