O que é a energia solar?

A energia solar é a energia obtida através do aproveitamento da radiação da luz solar. É uma das energias limpas renováveis mais utilizadas hoje em dia graças à sua natureza inesgotável e ao seu mínimo impacto sobre o ambiente.

Tipos de energia solar

Existem, atualmente, vários tipos de energia solar, que explicaremos a seguir.

  • Energia solar fotovoltaica: esta é a energia que utiliza a radiação solar para produzir eletricidade. Isto é conseguido através da instalação de painéis solares fotovoltaicos, que são compostos por grupos de células solares que transformam os fótões em energia elétrica.
  • Energia solar térmica: esta é a energia que aproveita o calor do sol para aquecer água. Isto é possível graças à utilização de coletores solares térmicos que absorvem o calor irradiado do sol e o utilizam para gerar energia térmica ou termoelétrica. Existem três variedades de energia solar térmica:

-Energia solar térmica a baixa temperatura: são geradas temperaturas até 65 ºC.

-Energia solar térmica a média temperatura: são atingidas temperaturas até 300 ºC.

-Energia solar térmica a alta temperatura: os coletores geram temperaturas superiores a 500 ºC.

  • Energia solar passiva: esta é a energia que utiliza a luz solar direta.

Qual é a importância da energia solar?

Hoje em dia, com a crise climática que atravessamos, é importante apostar nas energias renováveis, pois é uma das melhores alternativas atuais para garantir o bem-estar do nosso planeta e dar um grande passo em direção a um mundo mais sustentável.

A energia solar é muito importante por várias razões:

-É renovável e inesgotável.

-Não produz resíduos e o seu impacto ambiental é baixo.

-Não requer uma extração constante de materiais no seu funcionamento, pelo que é muito económico.

-Contribui significativamente para o desenvolvimento sustentável ao reduzir o uso de combustíveis fósseis.

A energia solar tem desvantagens?

No entanto, embora a energia solar tenha inúmeras vantagens, tem também algumas poucas desvantagens, como por exemplo o facto de não ser constante, pois há certos momentos do dia em que a energia solar não pode ser aproveitada, como ao cair da noite, e também que o rendimento de um painel solar pode ser afetado em função das condições atmosféricas do seu ambiente, de modo que a eficiência destes painéis é reduzida.