Home > Procedimentos e Formalidades de Eletricidade e Gás > Como mudar de empresa de eletricidade e gás 

Como mudar de empresa de eletricidade e gás 

cabecera eligenio

Como mudar de companhia de eletricidade?

O mercado energético português está liberalizado desde 2006. Por isso, a mudança de comercializador de eletricidade é um direito dos consumidores portugueses. É um processo simples e totalmente gratuito. Além disso, pode alterar a empresa de eletricidade sempre que quiser ou encontrar uma oferta mais vantajosa. Não existe número limite de vezes para mudar de comercializadora.

Por norma, é possível mudar de empresa numa loja, através do telefone ou online. Para realizar a mudança, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) recomenda seguir o princípio dos três “C’s” (Consulte, Compare e Contrate). Este conceito consiste nos três passos seguintes:

  • Consulte: contacte várias empresas de comercialização de eletricidade e peça propostas de preços e outras condições. Para isso, pode consultar a lista de fornecedores disponibilizada pela ERSE;
  • Compare: compare as propostas que recebeu com as da sua empresa atual e escolha a mais vantajosa. É importante que considere vários fatores para tomar a melhor decisão possível, tais como preços, tarifas, potências disponíveis, serviços adicionais, regularidade da faturação, modos de pagamento, possíveis descontos e promoções, períodos de fidelização e penalizações associadas.
  • Contrate: após ter decidido, basta contactar o novo fornecedor e assinar contrato. Ao contratar uma nova empresa, a alteração acontece de forma automática. A sua nova empresa irá encarregar-se de todos os procedimentos necessários, incluindo a rescisão do contrato com o comercializador anterior.

Alterar empresa de eletricidade não tem nenhum custo associado. No entanto, se o seu contrato atual tiver uma cláusula de fidelização, poderá ter de pagar uma penalização por rescindir contrato antes da data estabelecida. Por isso, é importante que confirme com o seu comercializador atual quando o contrato termina. Além disso, também é aconselhável confirmar se existem serviços adicionais associados ao seu contrato que terminem numa data diferente. Nestes casos, as vantagens alcançadas pela mudança de empresa devem compensar o pagamento da penalização pela rescisão do contrato.

O processo para alterar a empresa de comercialização de gás natural é semelhante. Algumas empresas até dispõem de contratos duais, que incluem serviços de eletricidade e gás natural. Nestes casos, é aconselhável verificar se é mais benéfico contratar a mesma empresa para os dois serviços ou contratar comercializadores diferentes.

A ideia mais genial: poupar com Eligenio

Sabia que o nosso comparador o ajuda a poupar na sua conta? É bom poder escolher!

Quanto tempo demora a mudar de empresa?

O prazo máximo para alterar a empresa de eletricidade ou gás natural é de 3 semanas. No entanto, o processo de transição fica concluído ao fim de 5 dias úteis, por norma. Além disso, também pode agendar uma data diferente com o seu novo comercializador.

Irei ficar sem eletricidade ou gás durante a mudança?

O fornecimento de eletricidade ou gás natural nunca pode ser cortado, nem mesmo durante o processo de transição entre empresas.

Após alterar a empresa de eletricidade ou gás natural, o consumo passará a ser faturado pelo novo comercializador. Por sua vez, o antigo comercializador ficará encarregue de enviar uma última fatura para acertar os consumos feitos até ao dia da mudança. No entanto, o acerto de contas tem o prazo máximo de 6 semanas após a data da mudança. Esta fatura pode basear-se numa leitura de consumo real ou num valor estimado com base na média de consumos anteriores.

De que necessito para mudar as empresas de eletricidade?

Para alterar empresa de eletricidade, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Documento de identificação válido, tal como Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade, passaporte ou Número de Identificação de Estrangeiro (NIE);
  • Número de Identificação Fiscal (NIF) do titular;
  • Documento que comprove responsabilidade sobre o imóvel, como, por exemplo, contrato de compra e venda ou contrato de arrendamento;
  • Código Ponto de Entrega (CPE), um código único e intransmissível que identifica uma instalação elétrica;
  • IBAN da sua conta bancária, se pretende aderir ao débito direto para pagar as faturas.

Será sempre solicitada a apresentação destes documentos, independentemente da empresa que escolher. No que diz respeito à mudança de comercializadorf de gás natural, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Documento de identificação válido, tal como Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade, passaporte ou Número de Identificação de Estrangeiro (NIE);
  • Número de Identificação Fiscal (NIF) do titular;
  • Documento que comprove responsabilidade sobre o imóvel, como, por exemplo, contrato de compra e venda ou contrato de arrendamento;
  • Código Universal de Instalação (CUI), um código único e intransmissível que identifica uma instalação de gás natural;
  • IBAN da sua conta bancária, se pretende aderir ao débito direto para pagar as faturas.

Nos casos em que o consumidor entre em contacto com a própria companhia visando alterar empresa de eletricidade ou gás natural, ficará vinculado de imediato. No entanto, nos casos em que o contrato não é assinado em pessoa (por exemplo, quando é celebrado através do telefone), deverá dar o seu consentimento por escrito, assiná-lo e enviá-lo à sua nova empresa de eletricidade ou gás natural. Poderá fazer isto por correio ou email.

Empresas que lhe podem interessar

Se vai mudar de empresa de eletricidade ou gás, saiba que existem muitas opções no mercado energético português. Escolha a proposta mais vantajosa.