O que é uma casa passiva ou passivhaus e como funciona?

Conceptos como casa pasiva o passivHuas están ganando popularidad.
Home > Blog > O que é uma casa passiva ou passivhaus e como funciona?

Hoje em dia, conceitos como casa passiva ou passivHuas estão a ganhar popularidade, bem como todas as inovações que têm a ver com poupança de energia e consumo sustentável e amigo do ambiente.

No entanto, nem todos sabem o que é uma casa passiva ou como funciona realmente. Aqui encontrará toda a informação de que precisa para compreender este conceito.

O que é uma casa passiva?

Para compreender exatamente o que é uma casa passiva, temos de voltar à sua origem alemã, ao conceito de passivHaus. Esta ideia, que teve origem na Alemanha, espalhou-se por todo o mundo e tem tudo a ver com poupança de energia.

Em termos simples, uma casa passiva é um tipo de casa especificamente concebida para tentar fazer o melhor uso dos recursos do seu ambiente, tais como a luz solar, para alcançar um nível máximo de eficiência energética.

O objetivo deste ‘design’ inovador é poupar a quantidade máxima de energia que os habitantes da casa utilizam para viver, por exemplo, para aquecer a casa no inverno ou arrefecê-la no verão. O seu nome provém, precisamente, do facto de fazer estas poupanças passivamente, através da conceção da sua construção.

Eligenio: Poupe escolhendo

Pague menos pelo seu consumo de energia, fazendo a escolha certa. Poupe tempo com o nosso comparador!

Como funciona uma casa passiva?

Muitas pessoas perguntam como funciona uma casa passiva, porque é por vezes difícil compreender como um simples desenho pode poupar tanta energia, aproveitando o ambiente natural à sua volta.

O facto é que existem muitas formas diferentes de construir uma passivHaus e, até certo ponto, o desenho depende da área geográfica em que a construção vai ser realizada.

Em áreas quentes, por exemplo, será importante orientar a casa para evitar o calor durante as altas temperaturas, enquanto em áreas mais frias é necessário aproveitar ao máximo a luz solar para aquecer a casa naturalmente.

Há muitos outros aspetos a considerar se quiser criar a sua própria construção nova e eficiente. O isolamento e a ventilação, por exemplo, são aspetos importantes a considerar. Cada casa passiva tem um grau diferente de eficiência energética, pelo que o seu desempenho dependerá da medida em que possa recorrer aos elementos do ambiente.

Características de uma casa passiva

Outra das dúvidas gerais sobre uma casa passiva são as suas características, visto que, em geral, todos os modelos passivhaus têm de obedecer a uma série de propriedades básicas para serem considerados como tal.

Em geral, uma casa passiva precisa de ser capaz de se misturar com o seu ambiente e minimizar o gasto energético necessário para viver. É verdade que os edifícios antigos podem ser adaptados para os tornar mais eficientes, mas as casas passivas são normalmente novas conceções que são especificamente concebidas para este fim.

Abaixo pode ver algumas das principais características das casas passivas.

Portas e janelas especiais

Numa casa eficiente é importante cuidar do isolamento térmico e acústico, pelo que as portas e janelas instaladas têm um grau de eficiência muito elevado, conseguindo reter o calor ou o frio no interior da casa, conforme necessário. Há diferentes graus de eficiência, dependendo do dinheiro investido neste aspeto da casa.

Isolamento do edifício

Para além de vedar devidamente as portas e janelas, o edifício em geral precisa de ser bem isolado. Isto impede que o calor escape para o exterior no inverno e o frio do interior no verão. Há muitas formas de conseguir um isolamento perfeito, desde câmaras de ar à utilização de materiais isolantes em pavimentos, paredes e tetos.

Hermeticidade e estanqueidade

Outra característica chave das casas passivas é que elas mantêm o ar e a água fora tanto quanto possível. Isto não só evita o problema de fugas, como também melhora o isolamento e torna a construção global muito mais protegida de fatores externos

Ventilação adequada

Numa casa passiva construída com um bom ‘design’ nunca há problemas de humidade, dado que se consegue uma ventilação adequada. Isto pode ser ventilação artificial, através da colocação estratégica de portas, janelas e espaços abertos no interior, ou pode ser conseguido através da ventilação artificial, que também conseguirá uma melhor distribuição da temperatura ideal por toda a sala.

Sem pontes térmicas

A perda de eficiência energética numa casa convencional ocorre sobretudo quando existem pontes térmicas, ou seja, alterações na temperatura ao longo do dia que tornam necessário utilizar muito mais energia para manter a temperatura em casa. Com as casas passivas, as pontes térmicas são reduzidas ao mínimo, graças à sua conceção inteligente, evitando assim gastos desnecessários de energia.

Quanto podemos poupar com uma casa passiva?

Existem muitos tipos de casas passivas, visto que cada uma é normalmente concebida segundo as possibilidades à sua volta. São geralmente projetos personalizados que conseguem levar a eficiência energética ao extremo de modo a reduzir não só o dinheiro gasto em eletricidade e gás, mas também o impacto sobre o ambiente.

Por esta razão, cada passivhaus traz poupanças diferentes para cada utilizador. Há muitos fatores que influenciam para saber exatamente quanto poupa com uma casa passiva, como o seu consumo anterior ou a capacidade dessa casa em particular de se adaptar ao seu ambiente.

Contudo, podemos fazer um cálculo aproximado comparando o consumo médio de uma casa do mesmo tamanho com o consumo médio de casas passivas que já estão construídas. Os números são verdadeiramente espantosos: os custos de aquecimento podem ser reduzidos até 75% em comparação com a média das casas modernas, e até 90% em comparação com um edifício mais antigo ou um edifício com uma classificação energética baixa.