O que é o efeito de estufa?

O efeito de estufa é um fenómeno natural responsável pela preservação de um nível médio de temperatura na superfície do nosso planeta, vital para o correto desenvolvimento da vida no mesmo, pois se não tivéssemos este fenómeno, a temperatura média da terra desceria para 18ºC abaixo de zero e a vida seria inexistente.

Graças à presença de gases na atmosfera, responsáveis pela retenção de parte da energia solar refletida da superfície terrestre, absorvendo-a e transformando-a em radiação infravermelha que produz um aumento de temperatura, este processo climático natural tem lugar.

No entanto, embora este processo seja vital para um clima adequado na Terra, várias atividades humanas aumentaram consideravelmente a acumulação de gases com efeito de estufa na atmosfera nos últimos anos, potenciando o seu efeito e aumentando a temperatura global.

 

Os principais gases com efeito de estufa

A nossa atmosfera tem uma densidade crescente de gases com efeito de estufa devido às ações humanas. Os gases que causam este efeito climático são vapor de água, dióxido de carbono, óxido nitroso, metano e ozono. Aqui explicaremos o que são cada um destes gases.

Vapor de água (H2O)

A presença de vapor de água na nossa atmosfera deve-se às variações de temperatura à superfície do oceano, visto que a maioria da concentração de vapor de água na atmosfera é o resultado da evaporação natural.

Dióxido de carbono (CO2)

A causa mais importante e principal do efeito de estufa, dado que o seu aumento na atmosfera está diretamente relacionado com atividades humanas tais como processos de combustão utilizados na indústria e nos transportes e, em menor medida, erupções vulcânicas ou incêndios florestais.

Óxido nitroso (N2O)

Este gás é causado pela utilização indiscriminada de fertilizantes nitrogenados na agricultura intensiva, centrais térmicas, queima de biomassa, exaustores de automóveis e motores de aviões.

Metano (CH4)

Este gás aumenta principalmente devido às emissões do gado, fermentações produzidas por bactérias anaeróbias residentes em zonas pantanosas ou cultivo massivo de arroz.

Ozono (O3)

Este gás é também um dos principais gases que contribuem para o aquecimento global após o CO2, dado que a sua presença na troposfera produz efeitos tais como uma diminuição da absorção de CO2 pelos ecossistemas.