O que é um fusível?

Um fusível é um componente elétrico utilizado em aparelhos electrónicos e instalações elétricas para evitar problemas decorrentes de uma sobrecarga de tensão.

Os fusíveis funcionam de uma forma muito simples: consistem numa pequena peça que contém um filamento ou lâmina condutora que permite a passagem de eletricidade do sistema mas que tem um ponto de fusão inferior ao resto dos componentes. Assim, no caso de uma sobrecarga de tensão, este componente funde-se e evita que o resto dos aparelhos sejam afetados.

Tipos de fusíveis

Existem diferentes tipos de fusíveis, já que cada um deles adapta-se a um tipo diferente de sistema elétrico. Entre os mais utilizados em instalações elétricas e aparelhos eletrónicos, podemos mencionar os seguintes:

  • Fusível cilíndrico: feito de cerâmica, resistente ao calor, com um filamento metálico no interior.
  • Fusível tipo faca: semelhante ao anterior, mas com uma forma achatada.
  • Fusível NH, com ou sem atacante, são mais robustos e mais pesados.
  • Fusível térmico: ideal para evitar o sobreaquecimento de um sistema elétrico.
  • Fusível de vidro: constituído por uma cápsula de vidro com um filamento no interior, para que se possa verificar se explodiu ou não.
  • Fusível de chumbo: este é o modelo mais antigo e menos seguro. O chumbo derrete quando há uma sobrecarga de tensão.
  • Fusível rolha: fácil de instalar num circuito graças à sua forma roscada.
  • Fusível de cartucho: com uma cápsula externa e um filamento interno de cobre, ele está ligado ao sistema por meio de duas extremidades metálicas.

Para que serve o fusível do contador de eletricidade?

O fusível do contador de eletricidade é um elemento de segurança essencial para proteger as pessoas, as suas casas e os seus dispositivos eletrónicos.

Os fusíveis dos contadores de eletricidade sempre foram utilizados para evitar que uma sobrecarga de energia danifique qualquer um dos seus eletrodomésticos ou provoque danos na sua casa. Portanto, o fusível é a parte mais fraca do sistema, e serve para cortar a corrente e evitar que a sobrecarga afete o resto dos seus aparelhos. 

Sempre que havia uma sobrecarga, era necessário substituir o fusível por um novo, e este ainda é o caso em instalações mais antigas. No entanto, hoje em dia, a maioria das casas têm quadros de distribuição de luz com um diferencial, que simplesmente cortam a corrente elétrica e podem ser reativados quando a sobrecarga tiver passado, evitando assim a necessidade de substituir a peça de cada vez.