Como funciona o sistema de piso radiante?

O piso radiante é um dos sistemas de climatização mais populares dos últimos anos, por ser um sistema muito versátil e de alto rendimento.

Existem dois tipos de piso radiante: elétrico e água quente, sendo este último o mais comum. Ao mesmo tempo, este tipo de piso radiante pode ser utilizado como sistema de aquecimento, que é a utilização mais comum, mas também pode ser utilizado como sistema de arrefecimento.

O funcionamento do piso radiante baseia-se na propulsão de água através dos circuitos de tubos de polietileno que estão localizados sobre um isolante térmico e sobre o qual é colocado o piso radiante, quer se trate de cerâmica, madeira, pedra, etc. Desta forma, a água nos tubos absorve o calor ou irradia-o, dependendo da função requerida, quer aquecendo ou arrefecendo a sala, e espalha o calor ou frio acumulado pelo chão.

Qual é o melhor piso para o piso radiante?

Um dos revestimentos de piso mais adequados para cobrir a instalação de piso radiante é a cerâmica, pois é um excelente condutor de calor.

Embora existam outros tipos de revestimentos e materiais que também são frequentes nos pisos radiantes, tais como vinil, alcatifa ou madeira, é necessário ter em conta quais são seus efeitos isolantes e se são bons condutores de calor, porque se não tiverem opções ótimas, isso reduzirá a sua eficiência e, portanto, dificultará o correto funcionamento do piso radiante.

O piso radiante consome mais energia do que os radiadores?

Quando se trata de consumo de energia, os sistemas de aquecimento por piso radiante consomem 20% menos energia do que os radiadores. Isto porque os sistemas de aquecimento por piso radiante funcionam com circuitos de água a uma temperatura moderadamente baixa, enquanto que os radiadores convencionais exigem temperaturas muito mais elevadas.